Publicidade
11/05/2014 - 03h00

Menos confiantes, brasileiros são mais cautelosos que americanos

DE SÃO PAULO

Os profissionais brasileiros são mais arrogantes e cautelosos, enquanto os americanos são mais autoconfiantes, altruístas e ambiciosos. O resultado é de um levantamento das consultorias Ateliê RH e Hogan Assessments.

A pesquisa reuniu os resultados de 369,4 mil testes de personalidade de candidatos a empregos realizados pela Hogan Assessments no Brasil e nos Estados Unidos durante dez anos.

Entre os quesitos analisados, o ajustamento, que é a capacidade de lidar bem com pressões e confiar no próprio trabalho, foi a que teve maior diferença. Enquanto 68,89% dos americanos apresentam a característica, 41,77% dos brasileiros fazem o mesmo.

Editoria de Arte/Folhapress

Para Roberto Santos, diretor da Ateliê RH, as diferenças de perfis têm relação com as diferenças culturais dos dois países. "No mercado de trabalho americano, o profissional tem mais autonomia."

O estudo também mostrou que os brasileiros são mais arrogantes. Para Paulo Feldmann, autor do livro "Empresas Latino-Americanas, Oportunidades e Ameaças no Mundo Globalizado" (Editora Atlas), sobre as diferenças de gestão das companhias na região, falta humildade ao profissional do Brasil."Sempre colocamos a culpa dos erros nos outros."

Isso pode ser explicado pelo medo do fracasso, diz. "No Brasil, o fracasso é punido severamente: seu nome fica sujo pelo resto da vida. Nos Estados Unidos, não", diz.

Já no quesito ambição, os americanos saem na frente. Para Santos, eles são culturalmente movidos pelo poder e se arriscam mais.

Esse pode ser um dos motivos que levam os brasileiros a serem mais cautelosos, como mostra a pesquisa. "O brasileiro tem horror a correr riscos", diz Feldmann.

A surpresa ficou por conta da sensibilidade interpessoal. Ainda que o estereótipo do brasileiro seja de povo amigável, os americanos mostraram mais essa característica. "É curioso, porque eles não costumam ser como os brasileiros: gentis e educados", diz Feldmann.

Colaborou BÁRBARA LIBÓRIO, de São Paulo

 

Publicidade

 
Busca

Encontre vagas




pesquisa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade


Pixel tag