Publicidade
05/06/2016 - 02h00

Mais sofisticado, serviço de 'personal' cria novas demandas

ANNA RANGEL
DE SÃO PAULO

Mesmo com a proliferação de ferramentas para organizar o dia a dia, como sites, cursos e aplicativos, a oferta de consultores personalizados, que desempenham tarefas antes feitas por conta própria, segue aquecida.

Do preparador físico ao comprador de enxoval de bebê no exterior, um dos serviços que mais se destaca é o "personal organizer".

A vice-presidente da Anpop (Associação Nacional de Profissionais de Organização e Produtividade), Sheine Donario, diz que, na última década, surgiram novos nichos de mercado até em empresas.

"Se antes a gente só arrumava armário de roupa e de cozinha, hoje há espaço para digitalização de documentos em empresas, organização de estoques e até preparação de inventário de falecidos", afirma.

Segundo ela, gostar de arrumar a própria casa não significa que a pessoa possa se tornar um bom profissional.

Para se destacar no mercado, Ingrid Lisboa, 40, diz oferecer mais do que a mera arrumação de ambientes. "Não é a organização de um armário por si só", diz. "O importante é entender como adaptar a metodologia, que inclui fases de descarte, categorização dos objetos e manutenção, de forma funcional."

A arrumação de um armário custa a partir de R$ 950, enquanto a hora de consultoria sai por R$ 150. Não existe uma formação padrão para os profissionais do setor de serviços personalizados, que também aproveitam o conhecimento obtido de maneira informal.

A consultora Lory Buffara, 31, usou o que aprendeu na gravidez do primeiro filho, hoje com 4 anos, para acompanhar brasileiros nas compras de enxoval em Miami (EUA), onde vive. "Usei a expertise de ser mãe. Minha primeira gravidez foi de risco, então passei meses deitada, pesquisando", diz.

Para divulgar o trabalho, teve ajuda de amigas blogueiras, como Helena Lunardelli, que indicou o serviço para seus mais de 300 mil seguidores. Por dois dias de compras, são cobrados US$ 545 (R$ 1.915). O "pacote" inclui a curadoria de lojas e o auxílio nas compras do enxoval completo, que sai, em média, por US$ 5.000 (R$ 17.600).

Já Lisboa procurou investir em livros importados e em cursos de empreendedorismo. "Você pode até ser bom no que faz, mas se não souber se organizar, terá problemas com a empresa", diz.

Divulgação
A "personal baby shopper" Lory Buffara, que acompanha clientes brasileiros nas compras de enxoval de bebê em Miami (EUA) Foto: Divulgacao ***DIREITOS RESERVADOS. NÃO PUBLICAR SEM AUTORIZAÇÃO DO DETENTOR DOS DIREITOS AUTORAIS E DE IMAGEM***
A "personal baby shopper" Lory Buffara, que acompanha clientes brasileiros nas compras de enxoval de bebê em Miami (EUA)

'BABÁ DE ADULTO'

A "life coach" Liamar Fernandes, 59, aplicou conhecimentos de Recursos Humanos na nova ocupação, em que assessora clientes em demandas que vão da ascensão profissional à perda de peso. Ela cobra R$ 800 por hora e diz acompanhar o processo de perto. "Fico em cima para saber se o cliente está indo para a academia, foi ao nutrólogo, como foi a refeição."

A profissional observa até a personalidade do treinador contratado. "Se a pessoa é muito mandona e o cliente é bonzinho, já sei que não vai dar certo", diz. Ela acrescenta que o serviço vai além da mera tutela do cliente.
"Trabalho para que ele desenvolva seu autoconhecimento e ferramentas para manter a disciplina."

A presidente da Sociedade Brasileira de Coaching, Flora Victoria, afirma que a tendência por este atendimento ganhou força recentemente. "A personalização é positiva porque, para alguns serviços, ela está relacionada a resultados melhores."

O psicólogo e professor da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) Pedro Bendassolli aponta para a importância de aprender com o consultor. "É preciso fazer um esforço de aprendizado para tentar tirar alguma coisa desse serviço", afirma. "Hoje, poucos querem os conhecimentos, e o que acaba valendo é apenas o resultado final."

 

Publicidade

 
Busca

Encontre vagas




pesquisa
Edição impressa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade


Pixel tag