Publicidade

 

Publicidade

 
12/08/2012 - 06h11

Apartamento de um quarto também pode significar luxo

LUIZ PAULO POMPÉIA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Com base no banco de dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), observamos uma tendência no mercado imobiliário de São Paulo: de 2010 para cá, há uma produção de residências de pequeno porte voltadas para a classe A.

São apartamentos de um ou dois dormitórios, alguns nem tão minúsculos, voltados para seu segmento mais alto: a classe A1, que, em São Paulo, tem uma renda mensal de cerca de R$ 25 mil.

De um total de 71.691 unidades lançadas no mercado nos últimos dois anos, cerca de 2.170 atingem um preço mínimo de US$ 400 mil, ou o equivalente a R$ 800 mil.

Essa tendência vem preencher um nicho de mercado que cresce cada vez mais. É resultado da mudança da nossa pirâmide etária.

Apartamentos compactos despertam o interesse de construtoras e compradores

Móvel sob medida ajuda a usar melhor o espaço de um microapartamento

No exterior, dá para encontrar 'casa cubo' e 'apartamento cápsula

Morar em um cubículo pode fazer bem

Recordo-me que em 1970, quando ganhamos o tricampeonato mundial de futebol, nós éramos um país de jovens. De lá para cá, passaram-se 42 anos. O segmento da terceira idade está cada vez maior. Tudo isso cria novas oportunidades, inclusive para o segmento do luxo.

É possível encontrar, por exemplo, apartamentos de um dormitório com áreas úteis entre 55,3 metros quadrados e 61,6 metros quadrados --por preços que variam entre R$ 793 mil e R$ 896 mil, sempre em bairros nobres, como Vila Nova Conceição, Itaim Bibi e Vila Olímpia.

Normalmente esses apartamentos têm uma boa suíte e costumam ter ampla ala social, para que seus moradores consigam fazer no condomínio o que não conseguem fazer em casa: receber amigos para um jantar, hospedar um casal que vem do exterior, brincar com os netos no fim da semana --e até mesmo abrigar a filha que brigou com o marido e precisa de um tempo.

Esse tipo de produto tem proliferado nos últimos dois anos, com uma intensidade que já chama a atenção.

LUIZ PAULO POMPEIA é diretor de estudos especiais da Embraesp

 

Publicidade

 
Busca

Encontre um imóvel









pesquisa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade


Livraria da Folha

Meus Tiranos Favoritos

Meus Tiranos Favoritos

Bob Lutz

Comprar
Confrontos Decisivos

Confrontos Decisivos

Al Switzler, Joseph Grenny, Kerry Paterson e Ron Mcmillan

Comprar
Termine Este Livro

Termine Este Livro

Keri Smith

Comprar