Publicidade
21/08/2011 - 16h00

Comprador não quer aparecer em contrato

DA ENVIADA ESPECIAL A MIAMI

Seja por segurança, seja por não quererem que outros saibam onde estão seus investimentos, os compradores brasileiros exigem confidencialidade.

A cláusula está presente nos contratos e na fala de quem está pela cidade.

Um construtor mineiro em busca de imóveis de investimento para sua empresa justificou seu desejo de confidência pelo ramo de trabalho.

Não queria que soubessem que estava investindo em imóveis fora do país.

No caso da especialista em telecomunicações, o temor era em relação à segurança. O apartamento financiado poderia transparecer riqueza.

O desejo é facilmente realizado pelo modelo de negócio indicado para estrangeiros. Para evitar grande taxação em caso de morte do proprietário -chega a 55%-, a sugestão do advogado Nelson Slosbergas é que a compra seja em nome de empresas.

 

Publicidade

 
Busca

Encontre um imóvel









pesquisa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade


Livraria da Folha

Espertos como Serpentes

Espertos como Serpentes

Jim Grote e John McGeeney

Comprar
Vire a Mesa

Vire a Mesa

Caspian Woods

Comprar
Grandes Criativos

Grandes Criativos

Celso Loducca (Org.)

Comprar
Sua Carreira

Sua Carreira

Dony de Nuccio, Sofia Esteves e Maíra Habimorad

Comprar
Finanças Femininas

Finanças Femininas

Samy Dana e Carolina Ruhman Sandler

Comprar
Pixel tag