Publicidade

 

Publicidade

 
06/07/2012 - 09h06

Projeto incentiva regularização de profissionais do carnaval

DE SÃO PAULO

O Sebrae fechou uma parceria com a Lierj (Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro), que organiza os desfiles de carnaval dos grupos de acesso no Rio, para incentivar a formalização de profissionais que trabalham no setor. A ideia é ampliar a adesão ao programa Empreendedor Individual (pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário).

De acordo com o Sebrae, há mais de 50 atividades da cadeia produtiva do carnaval que podem ser cadastradas, como as de bordadeira, chapeleiro e artesão de bijuterias. Uma cartilha vai mostrar a esses profissionais os benefícios gerados pela regularização.

Podem participar do programa pessoas que faturam até R$ 60 mil por ano e possuem no máximo um empregado. Com a adesão, os empreendedores têm alíquotas reduzidas para algumas contribuições --o custo máximo de formalização é de R$ 33,25 por mês, dependendo da atividade profissional.

 

Publicidade

 
Busca

Busque produtos e serviços


pesquisa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade