Publicidade
04/10/2011 - 07h12

Franquias devem crescer 15% em 2012, estima associação

CAMILA MENDONÇA
ENVIADA ESPECIAL A PUNTA DEL ESTE

Mesmo com o desaquecimento da economia, o segmento de franquias continuará crescendo em 2012, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising). A entidade estima alta de 15% no faturamento do setor, em comparação com 2011.

A previsão é que o faturamento do setor seja de R$ 100 bilhões no ano que vem. Neste ano, deve ficar em R$ 86 bilhões, de acordo com o presidente da associação, Ricardo Bomeny.

O segmento deve atingir 110 mil pontos de venda até 2012. A previsão é de que até o fim deste ano, o setor chegue a 100 mil. O número de marcas também deve crescer no próximo ano, passando dos 1.855 previstos para este ano para cerca de 2.200.

"Nos descolamos do crescimento econômico há uns seis anos", afirmou Bomeny. Ele explica que a distribuição de renda tem estimulado o consumo no Brasil.

O investimento na construção de shoppings centers em cidades de interior, com população de até 100 mil habitantes, é outro motivo para a manutenção do crescimento. "Cerca de 70% das franquias estão em shoppings", afirma.

Uma possível privatização dos aeroportos, diz Bomeny, também deve estimular o franchising. "Isso vai jogar a favor do setor, porque, nesse caso, a gestão é profissionalizada."

MICROFRANQUIAS
As redes cujo investimento é inferior a R$ 50 mil continuam destaques. Hoje, existem 260 marcas com essa proposta -- o número representa 14% do total. Para 2012, a associação espera crescimento de 12%.

Cerca de 85% das franquias aderem ao Supersimples, e as mudanças nas regras, que devem vigorar a partir de 2012 devem beneficiar o setor, segundo Bomeny. "Essa [a mudança na regra] é a principal notícia para o franchising", afirmou durante abertura da 11ª Convenção ABF do Franchising, que ocorrerá até quarta (5) em Punta Del Este (Uruguai).

As novas regras elevam o faturamento anual máximo das pequenas empresas de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões. Para as microempresas, a receita bruta passou de R$ 240 mil para R$ 360 mil.

A jornalista viajou a convite da ABF

 

Publicidade

 
Busca

Busque produtos e serviços


pesquisa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade


Pixel tag