Publicidade
30/08/2015 - 02h00

Ser um ás do volante requer mais do que habilidade; veja vídeo

DE SÃO PAULO

Com as mãos alinhadas no topo do volante, espelhos retrovisores ajustados para sua mulher e encosto do banco bastante inclinado, o analista de TI Ney Nogueira, 35, está prestes a sair da garagem com seu automóvel.

"Dirijo muito bem, tenho total noção do comportamento do carro e segurança quando estou ao volante", afirma.

Em um breve passeio com o instrutor de pilotagem Cacá Clauset de carona, Nogueira mostra que realmente é um bom motorista, mas há pontos a melhorar.

"Ele tem suavidade no manuseio do veículo e está sempre alerta ao movimento dos outros carros na via", avaliou Clauset, que também é ex-piloto de rali. Depois, vieram as correções.

Após a primeira volta, o instrutor deu orientações sobre a postura. Nogueira teve que mudar a posição das mãos e do encosto, que ficou mais ereto. Os retrovisores também foram ajustados para seus olhos.

As mudanças farão com que Nogueira tenha um controle ainda melhor do carro e dirija com mais segurança. "O único ponto que incomoda agora é o novo ajuste do banco, mas acredito que em poucos dias já estarei habituado", avalia o motorista, que tem 17 anos de habilitação.

TÉCNICA

Doze vezes campeão da Stock Car e instrutor de cursos de direção da Mitsubishi, Ingo Hoffman exalta a habilidade: "Ela é fundamental para tirar o motorista de uma eventual situação de risco".

Ingo acrescenta que guiar corretamente exige conhecimento do veículo e das técnicas necessárias, como saber usar o freio antitravamento (ABS) em uma situação emergencial e segurar o volante.

Já para o Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo), não cometer infrações de trânsito é o mais importante.

Em nota, a direção do órgão diz que "é preciso ser um motorista-cidadão, preocupado com todos os envolvidos no trânsito e agindo sempre de forma preventiva".

DISTRAÇÕES

A publicitária Juliana Gonçalves, 37, diz ter prazer em dirigir, mas assume que não é uma expert no assunto.

"Eu como, fumo e faço minha maquiagem enquanto dirijo. Também tenho problemas na hora de estacionar, minhas rodas estão sempre raladas", explica a publicitária, que já bateu duas vezes e capotou uma.

Pode parecer que Juliana é menos prudente ao volante, mas é Ney Nogueira que mais recebe multas de trânsito.

"Foram oito anotações nos últimos tempos, todas por excesso de velocidade", diz o analista de TI.

Esse fato corrobora pesquisas que mostram que as mulheres são mais cautelosas ao volante e, por isso, se acidentam menos ou com menor gravidade.

Assista

Você acha que dirige bem?

 

Publicidade

 

Publicidade

 
Busca

Encontre um veículo





pesquisa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade


Pixel tag