Publicidade
06/03/2016 - 02h00

Teste Folha-Mauá chega aos 20 anos com mais de mil carros avaliados

EDUARDO SODRÉ
EDITOR-ADJUNTO DE "VEÍCULOS"

Em 1996, o mercado automotivo nacional estava no sexto ano seguido de crescimento. O Volkswagen Gol liderava com folga: os 357 mil vendidos de janeiro a dezembro equivaleram a 21% do mercado de automóveis de passeio e comerciais leves.

Hoje, o carro mais comercializado do país é o Chevrolet Onix. Suas 125,9 unidades em 2015 emplacadas representam apenas 5% de participação. A concorrência reduziu as distâncias, e o número de opções triplicou.

O teste Folha-Mauá acompanhou essas mudanças nos últimos 20 anos, e também a evolução tecnológica dos carros. Mais de mil veículos já passaram pela avaliação.

Quando a primeira medição feita em parceria com o Instituto Mauá de Tecnologia foi publicada, em 3 de março de 1996, os computadores domésticos tinham gordos monitores de 15 polegadas e menos memória que o mais simplório dos smartphones. Com os carros, não era diferente.

Veículos com motor "mil" levavam pouco mais de 20 segundos para ir do zero aos 100 km/h e registravam consumo rodoviário na casa dos 16 km/l, como o Ford Ka avaliado em 1997. O modelo atual é 6s mais rápido e faz média de 18,1 km/l na estrada com gasolina, além de poder ser abastecido com etanol.

Nessa duas décadas, o teste registrou também a consolidação dos importados e os altos e baixos do mercado.

As variações são vistas não apenas nos números. Em tempos de crise, carros têm a vida útil prolongada e diversas séries especiais surgem para atrair clientes, como está acontecendo agora.

 

Publicidade

 

Publicidade

 
Busca

Encontre um veículo





pesquisa
Edição impressa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade


Pixel tag