Publicidade
23/09/2013 - 15h46

Profissionais ocupados criam programas de agendamento de serviços de beleza

FILIPE OLIVEIRA
DE SÃO PAULO

Daniela Siqueira, 23, trabalhava como analista de investimentos no mercado financeiro quando teve uma ideia para criar seu negócio: "Havia uma correria muito grande e, ao mesmo tempo, uma cobrança para que eu estivesse o tempo todo impecável para lidar com investidores".

Porém, por ter uma carga horária de trabalho que muitas vezes passava das 12 horas e estar em um ambiente predominantemente masculino, era difícil encontrar tempo para agendar horário: "Imagina eu ligando no meio do serviço para marcar hora da depilação. Iam todos olhar e dizer que me estava sobrando tempo", diz.

Projeto regulamenta divisão de receitas nos salões de beleza
Dona de salão de beleza que não corta cabelo é eleita uma das mais influentes

Zé Carlos Barretta/Folhapress
Daniela Siqueira, do site SalãoVip, que agenda horário em salões de beleza pela internet
Daniela Siqueira, do site SalãoVip, que agenda horário em salões de beleza pela internet

Daí surgiu a ideia para o SalãoVip, site que permite o agendamento de atendimentos.

Pela plataforma da empresa, lançada no início de 2013, o cliente consegue ver uma lista de salões próximos a seu endereço, serviços e preços praticados. O agendamento é feito pela internet.

Fillipe Lustman, 26, sócio-fundador da Tenhoreserva que trabalhou por cinco anos na B2W (empresa de comércio pela internet que tem as marcas Submarino e Americanas.com) também criou uma empresa com funcionalidades parecidas, o que mudou foi o modo como partiu a ideia. Em vez de querer fazer as unhas, ele tinha dificuldade para marcar horário com o dentista.

Porém, logo percebeu que o setor escolhido era complexo, devido a relação com os planos de saúde, e decidiu ir para o mercado de beleza, que apesar de não conhecer bem sabia ser promissor, diz. Ele conta que passou um ano visitando salões para conhecer o setor.

As duas empresas têm um posicionamento diferente no mercado. Enquanto o Tenhoreserva pretende explorar salões voltados para as classes A e B, de acordo com seu fundador, o SalãoVip busca atingir principalmente salões voltados para um público de menor renda.

DIFICULDADES

Entre as dificuldades para atuar no setor apontadas pelas duas empresas estão o fato de não bastar permitir o agendamento no salão, mas ser necessário também definir qual o profissional que fará o atendimento.

"A mulher quer chegar no salão e fazer o cabelo com um profissional específico. É diferente de agendamento em restaurante, em que tanto faz a mesa que está reservada", diz Lustman.
Além disso, outra particularidade que Siqueira percebeu no processo de desenvolvimento do sistema é que os serviços em cada salão podem levar um tempo diferente.

Em fase de desenvolvimento, atualmente o Tenhoreserva está disponível em cinco salões. Lustman diz que seu plano é estar com a plataforma completa e com mais funcionalidades e, em dois meses, começar um processo de expansão para mais cidades.

Já o SalãoVip está presente em cerca de 70 estabelecimentos, que pagam uma mensalidade entre R$ 49,90 e R$ 199,90, dependendo do número de profissionais.

E com o empreendimento, visitar os clientes passou a fazer parte da rotina da sócia da empresa: "O dia em que não consigo ir em nenhum salão, meu sócio reclama 'trabalha com isso e está com a mão mal feita'?".

 

Publicidade

 
Busca

Busque produtos e serviços


pesquisa

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade


Pixel tag